Início como andarilho, sucesso na Chape e golaço no Japão: conheça Everaldo, reforço do Bahia

 
Depois de ver o time acertar as contratações de jovens promessas como Kayky e Biel, a torcida do Bahia pediu por um atacante mais experiente. E o nome buscado pela diretoria foi o de Everaldo. O jogador de 31 anos chega para assumir a camisa nove do Tricolor e liderar o setor como "homem-gol".

Everaldo desembarca em Salvador após três temporadas no futebol japonês. Ele atravessou o planeta depois de vestir a camisa da Chapecoense em 2019, na melhor temporada da carreira. Antes, viveu uma fase ruim no México e fez fama de andarilho por vestir muitas camisas do futebol brasileiro: foram nove entre 2011 e 2017.

Formado nas categorias de base do Esportivo e do Grêmio, o atacante estrou como profissional com a camisa do Imortal, em 2011. Foram apenas cinco minutos em campo durante a derrota para o Atlético-MG, pelo Brasileirão daquele ano.

Na temporada seguinte, foi emprestado ao Caxias e vestiu a camisa da equipe em seis jogos do Campeonato Gaúcho e quatro da Série C, sem marcar gols. A primeira bola na rede como profissional veio em 2013, quando defendeu o CSA, também por empréstimo, em uma dos dos melhores anos da carreira.

Everaldo marcou 13 gols e terminou o Campeonato Alagoano como artilheiro. Aquela foi a primeira das três temporadas em que o atacante alcançou dois dígitos de gols marcados.

Temporadas mais artilheiras de Everaldo:

  • 2020 | Kashima Antlers: 18 gols
  • 2019 | Chapecoense: 19 gols
  • 2013 | CSA: 13 gols

Os gols pelo CSA fizeram o atacante ter uma nova chance no Grêmio em 2014, mas ele não repetiu o bom desempenho nas primeiras partidas pelo Tricolor e seguiu como andarilho da bola nas temporadas seguintes.

Entre Grêmio, Figueirense, Paysandu, Água Santa, Santa Cruz, Al-Faisaly FC (Arábia Saudita), Novorizontino, Atlético-GO e Querétaro (México), foram 30 gols distribuídos em cinco anos.

O auge

Depois de passar duas temporadas sem sucesso no futebol mexicano, Everaldo retornou ao Brasil para vestir a camisa da Chapecoense, em 2019. Apesar de não conseguir evitar o rebaixamento da Chape, o atacante assumiu o papel de protagonista e viveu a melhor temporada da carreira.

Foram 19 gols marcados, sendo 13 deles no Campeonato Brasileiro, onde também contribuiu com uma assistência. Na Série A daquele ano, o atacante de 1,81cm mostrou que tem a grande área como habitat natural. Todos as 13 bolas na rede saíram daquele espaço do campo.

Os 13 gols de Everando na Série A de 2013:

  • Pé direito: 8 (quatro de pênalti)
  • Pé esquerdo: 1
  • Cabeça: 4

As últimas temporadas

Os gols pela Chapecoense renderam a Everaldo uma ida ao Kashima Antlers, do Japão. Na primeira temporada por lá, em 2020, ele manteve o bom desempenho e marcou 18 gols em 36 jogos. Nos últimos dois anos, no entanto, perdeu espaço e os números deixaram de impressionar.

Em 2022, são 27 jogos e apenas seis como titular. Nestas partidas, o atacante marcou sete gols e deu duas assistências. A última vez em que ele entrou em campo foi no dia 29 de outubro. Já o último gol aconteceu um pouco antes, no dia oito do mesmo mês.

As últimas temporadas de Everaldo no Kashima Antlers:
  • 2020: 18 gols em 36 jogos (35 como titular)
  • 2021: 9 gols em 38 jogos (24 como titular)
  • 2022: 7 gols em 27 jogos (seis como titular)
No meio deste ano, um gol marcado por Everaldo ganhou as redes sociais. Aos 43 do segundo tempo da partida, o Kashima Antlers, que recebia em casa o Cerezo Osaka, perdia por 3 a 2.

Eis que o atacante brasileiro, que havia saído do banco, dominou a bola na área e emplacou um lençol no marcador. Então, não hesitou ao emendar uma bicicleta, mesmo não estando exatamente na direção do gol. A bola pegou a direção correta, encobriu o goleiro e morreu no canto esquerdo, depois de raspar na trave.

  • Nome: Everaldo Stum
  • Posição: atacante
  • Pé preferido: direito
  • Idade: 31 anos (05/07/1991)
  • Altura: 1,81cm

Clubes: Grêmio; Caxias; CSA; Figueirense; Paysandu; Água Santa; Santa Cruz; Al-Faisaly FC (Arábia Saudita); Novorizontino; Atlético-GO; Querétaro (México); Chapecoense; Kashima Antlers (Japão).

Postar um comentário

0 Comentários