Holanda resolve no fim e desbanca Senegal na estreia da Copa do Mundo

 
Finalista em três edições de Copa do Mundo, a Holanda levou a melhor sobre Senegal ao estrear no Catar vencendo por 2 a 0, sendo que o placar estava zerado até os 39 minutos do segundo tempo. Com este resultado eles dividem a liderança do grupo A junto com Equador.

A próxima rodada desta chave é na sexta-feira (25). Enquanto isso não acontece, o 90min traz para você um resumo do que aconteceu no Estádio Al Thumama com os principais destaques - positivos e negativos - do confronto entre holandeses e senegaleses.

Finalista em três edições de Copa do Mundo, a Holanda levou a melhor sobre Senegal ao estrear no Catar vencendo por 2 a 0, sendo que o placar estava zerado até os 39 minutos do segundo tempo. Com este resultado eles dividem a liderança do grupo A junto com Equador.

A próxima rodada desta chave é na sexta-feira (25). Enquanto isso não acontece, o 90min traz para você um resumo do que aconteceu no Estádio Al Thumama com os principais destaques - positivos e negativos - do confronto entre holandeses e senegaleses.

Considerado uma das principais estrelas da nova geração holandesa, o garoto de 23 anos foi o autor do gol que abriu o placar do confronto, aos 40 minutos do segundo tempo, aproveitando o vacilo de Mendy e finalizando de cabeça. Foi o seu quarto gol em 10 partidas pela seleção do seu país.

Grande surpresa da escalação, o goleiro de 2,03 metros de altura fez sua estreia com a camisa da seleção holandesa. Deu conta do recado, não sentiu a pressão e fez três defesas difíceis que poderiam mudar os rumos da partida.

Dono do meio-campo da Holanda, o craque do Barcelona mostrou mais uma vez porque é o homem de confiança do treinador. Foi dele a bela assistência para o gol de Gakpo, que abriu o placar em Al Thumama.

O atacante senegalês deu trabalho para a defesa holandesa. Na ausência de Sadio Mané, foi dele a responsabilidade de ser o homem de referência da equipe. Foi disparado o melhor em campo da sua seleção e faltou pouco para guardar o dele.

Desde que voltou de lesão, o goleiro do Chelsea ainda não conseguiu render o esperado. Falhando nos dois gols da Holanda, o camisa 16 foi o principal vilão da partida. Primeiro saindo errado no gol de Gakpo, e depois rebatendo chute fraco de Depay nos pés de Davy Klaassen.

A Seleção Holandesa, que bateu na trave em 1974, 1978 e 2010, agora busca chegar a mais uma final, e para isso precisa primeiro avançar ao mata-mata, ou seja, ficar entre os dois primeiros no grupo A.

Postar um comentário

0 Comentários