Promotoria pede absolvição de Neymar e demais réus em julgamento na Espanha

 
O Ministério Público da Espanha retirou nesta sexta-feira (28) todas as acusações de corrupção e fraude contra Neymar e demais réus de julgamento por supostas irregularidades na transferência do meia-atacante para o Barcelona, em 2013. Os pais do camisa 10 e dirigentes do Santos e do Barça também foram incluídos no pedido de absolvição feito pela Promotoria do país.

De acordo com informações do jornal Marca, a Promotoria da Espanha decidiu remover as denúncias por falta de provas. O promotor responsável pelo caso, ainda conforme a fonte citada, teria entendido que “o caso se baseou em presunções, não em provas" e, por isso, pediu para os réus serem absolvidos.

"Não há provas, nem indícios, só suposições. Pode ser que tenham sido violados o Código Civil do Brasil ou regulamentos da Fifa, mas não o Código Penal da Espanha."

O caso

Por entender que existiram irregularidades na transferência de Neymar do Santos para o Barcelona, em 2013, a Promotoria da Espanha pediu a prisão do camisa 10, multas para os pais do jogador e para ex-presidentes do Barça, Sandro Rosell e Josep Bartomeu, e, além disso, punições para Odílio Rodrigues, ex-presidente do Santos.

Em julgamento recente na Espanha, Neymar falou sobre a transferência e disse que apenas assinou o que o seu pai mandou. “Assino tudo que ele manda”, falou o hoje destaque do PSG.

É importante frisar que essa decisão da Promotoria não afeta as acusações apresentadas pela Empresa DIS, que detinha 40% dos direitos econômicos de Neymar e alega ter sido prejudicada com a transferência de anos atrás. O desfecho dessa situação deve ser conhecido na próxima segunda-feira, 31, no último do julgamento.

Postar um comentário

0 Comentários