Donas da América! Palmeiras goleia Boca Juniors e conquista Libertadores Feminina 2022

 
Ninguém acima delas: as Palestrinas estão no topo da América. Vice-campeão brasileiro no ano passado e nova força em ascensão no futebol feminino nacional, o Palmeiras faturou, na noite desta sexta-feira (28), o título mais importante e significativo desde a reativação do projeto em 2019: a Libertadores Feminina. A taça veio com vitória convincente por 4 a 1 sobre o Boca Juniors, também estreante em finais continentais deste torneio.

Após uma campanha avassaladora na fase de grupos e alguns sustos nas primeiras fases do mata-mata - esteve próximo da eliminação para o Santiago Morning nas quartas de final -, o Verdão voltou a ser dominante justo na partida mais valiosa do campeonato. E, mais uma vez, a bola aérea foi o diferencial para equipe de Ricardo Belli: ao todo, foram oito gols de cabeça marcados pelas Palestrinas nesta edição da Libertadores Feminina.

O jogo começou ao feitio do Palmeiras, que precisou de apenas quatro minutos para abrir o placar com Ary Borges, um dos destaques individuais do time. O Boca Juniors chegou a empatar ainda no primeiro tempo com Priori, em falha da goleira Jully. O tento xeneize, no entanto, não tirou o time brasileiro do eixo: na volta para o segundo tempo, o Verdão impôs o seu jogo e transformou o empate em goleada com naturalidade. Byanca Brasil, Poliana e Bia Zaneratto, destaques da equipe na campanha, balançaram as redes e selaram a tão sonhada conquista da América.

O título alviverde na primeira participação do clube em Libertadores Feminina fortalece uma espécie de lógica no torneio: foi a sétima vez que uma equipe debutante terminou o torneio com a taça. Festa alviverde em Quito, com muito merecimento.

Postar um comentário

0 Comentários