Pressão, eliminação em Copas e rendimento na Série A: a demissão de Marquinhos Santos no Ceará


 O técnico Marquinhos Santos foi demitido do Ceará. A saída ocorreu neste domingo (14), após a derrota no Clássico-Rei da Série A do Brasileiro. A decisão atende um pedido constante do torcedor, mas os resultados recentes também impactam na escolha da gestão, que busca um substituto.

O profissional foi desligado do clube com 17 partidas. Foram seis vitórias, cinco empates e seis derrotas, em aproveitamento de 41,1%. Confira pontos que reforçaram a demissão do comandante.

PRESSÃO DA TORCIDA

O nome de Marquinhos Santos encontrou resistência por parte da torcida do Ceará. Apesar da primeira atividade em treino aberto, com apoio, foi muito contestado por decisões internas com a equipe, como a demora nas substituições e as escolhas da formação tática. A cobrança foi intensificada com a derrota no Clássico-Rei, quando a massa alvinegra gritou: “Fora, Marquinhos”.

DESEMPENHO NO BRASILEIRÃO

O Ceará era o 13º do Brasileirão, com 14 pontos (42,7%), no momento em que Marquinhos Santos assumiu o time. Desde então, a equipe não conseguiu engrenar no torneio e ficou mais próximo do Z-4. Ao todo, foram 11 jogos, com duas vitórias, quatro empates e cinco derrotas (30,3%): agora, está em 14º, somando 25 pontos. A equipe também teve um desempenho muito abaixo no Clássico-Rei.

12ª rodada | Ceará 0x0 Atlético-MG
13ª rodada | Cuiabá 0x0 Ceará
14ª rodada | Ceará 1x1 Atlético-GO
15ª rodada | Ceará 1x1 Internacional
16ª rodada | Fluminense 2x1 Ceará
17ª rodada | Ceará 3x1 Corinthians
18ª rodada | Ceará 1x0 Avaí
19ª rodada | Juventude 1x0 Ceará
20ª rodada | Ceará 1x2 Palmeiras
21ª rodada | Botafogo 1x1 Ceará
22ª rodada | Ceará 0x1 Fortaleza

ELIMINAÇÕES NAS COPAS

Após quedas precoces no Estadual e na Copa do Nordeste, que culminaram com a saída de Tiago Nunes, o Ceará apostou na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil. Apesar disso, com avanço às oitavas e quartas, respectivamente, foi eliminado sob o comando de Marquinhos Santos. Na Sula, a desclassificação foi para o São Paulo, nos pênaltis, e no torneio nacional, para o Fortaleza.

QUAL O PRÓXIMO PASSO?

O Ceará tem uma semana cheia até o próximo compromisso, quando encara o Bragantino domingo (21), às 18h, fora de casa, pela 23ª rodada do Brasileirão. O período é importante para definir o substituto - será o 4º técnico em 2022, após Tiago Nunes, Dorival Júnior e Marquinhos Santos.

O perfil deve envolver o bom trabalho com grupo para recuperação mental do plantel, além de conhecimento do elenco, com o fim da janela de transferência, para extrair as melhores características dos atletas. A missão não é simples, principalmente pelo cenário abaixo do time na temporada atual.

O momento é de avaliação dos nomes para avanço na negociação. Há opções no mercado que já estiveram no radar alvinegro, como Odair Hellmann, Sylvinho e Gustavo Morínigo. O leque soma boas opções, mas pode ser expandido no mercado. Nos próximos dias, uma nova era se inicia no clube.

Postar um comentário

0 Comentários