O que mudou em São Paulo e Palmeiras um ano após a final do Paulista-2021?

 


São Paulo e Palmeiras iniciam o duelo valendo o título do Campeonato Paulista nesta quarta-feira (30), às 21h30, no Morumbi. Os times também disputaram a final do Estadual no ano passado, vencida pelo Tricolor Paulista. Um ano após aquela decisão, as equipes chegam para uma nova disputa em situações diferentes vividas em 2021.

São Paulo e Palmeiras decidiram o Paulistão no ano passado – Cesar Greco/SE Palmeiras

O que mudou no São Paulo?

O Tricolor Paulista mudou muito em apenas um ano, começando por quem comanda a equipe. Hernán Crespo, mesmo após quebrar o jejum de quase nove anos sem títulos no clube, foi demitido após um segundo semestre conturbado, abrindo espaço para o retorno do maior ídolo do São Paulo, Rogério Ceni. E o ex-goleiro promoveu uma grande mudança em comparação com o time campeão do ano passado.

Do time que entrou em campo contra o Palmeiras, no segundo jogo da final, no Morumbi, apenas o meio-campista Igor Gomes segue como titular na equipe. Dois símbolos daquela conquista, Benítez e Daniel Alves deixaram o clube. O esquema de três zagueiros também foi desmontado, abrindo espaço para Diego Costa e Leo. Além de peças importantes como Tiago Volpi, Miranda e Luan não serem mais titulares absolutos.

O que mudou no Palmeiras?

O Verdão, hoje prestigiado pelo trabalho de Abel Ferreira, não tinha a mesma confiança naquela época com o português. O Palmeiras havia perdido recentemente a Recopa Sul-Americana e a Supercopa do Brasil, pressionando o técnico no cargo. Seu nome foi até pichado nos muros da sede social, e tom de raiva e cobrança.

No elenco, cinco nomes já deixaram o clube: Felipe Melo, Danilo Barbosa, Patrick de Paula, Victor Luis e Luiz Adriano. Abel também abriu mão da escalação de três zagueiros, utilizada no segundo jogo da final de 2021 e ganhou um reforço importante para este ano. Dudu ainda não estava no elenco quando o Palmeiras disputou a decisão do Paulista. O jogador se tornou opção fundamental na conquista da Libertadores e alternativa chave no esquema do comandante palmeirense.

FONTE: TERRA

Postar um comentário

0 Comentários